,

E-mail Marketing x Automação – entenda a diferença

E-mail marketing é um termo muito comum quando o assunto é marketing, vendas e conteúdo digital. Mas só o e-mail marketing em si não é tão eficiente. 

Como assim? 

Calma, vamos começar explicando o que significa cada um desses termos, ok?  

E-mail marketing é todo tipo de comunicação feita via e-mail, entre corporação e audiência. Muitas pessoas têm receio de usar, por parecer um pouco inconveniente, mas o problema não é o envio e sim o conteúdo.  

Para o e-mail não parar no SPAM, ele precisa oferecer informação, atrair, agregar algo para quem o recebe, por isso quanto mais certeiro for em relação ao momento de compra de cada lead, maior a chance dele se tornar efetivo na conversão da oferta. 

Há vários tipos de e-mail marketing, como foi dito no conteúdo de 10 práticas para melhorar a captura de e-mails. Dentre eles, a newsletter e a automação.  

Newsletter é um e-mail enviado geralmente para toda base de e-mail, cuja maior característica é o conteúdo variado – já que pode ser enviado para leads em estágios distintos do funil. 

Já a automação, como o próprio nome diz, automatiza os e-mails enviados. Ou seja, cada ação do lead, seja ela oferecer dados para o download de um Ebook, por exemplo, gera um e-mail específico para aquele estágio do funil. É um e-mail altamente segmentado e direcionado para o lead em cada ação que ele faz, levando ele a fazer outras ações através do oferecimento de novos materiais, e assim seguir até o fim do funil de vendas. 


Agora que você já sabe como funciona cada e-mail marketing e automação de marketing, está na hora de entender a principal diferença entre os dois: 

1. Timing e Estágio de Compra 

O timing é a principal diferença. O e-mail marketing é mais pontual. São enviados e-mails para toda a base de contatos, mas pense comigo: enviar uma newsletter para toda a sua base não funciona tão bem, porque não respeita o interesse e momento de compra de cada lead. Lembre-se do funil, uma única newsletter não atinge as mesmas necessidades de um lead topo de funil, tanto quanto a de um fim de funil, por exemplo.  

Na automação, o próprio lead define qual será o e-mail que vai receber, de acordo com as ações que ele executa. É segmentado e respeita o momento de compra de cada lead, se tornando mais eficaz. 

2. Métricas e Resultados 

As métricas da automação são melhores, devido à alta segmentação. Não só as métricas do próprio e-mail enviado, mas de outros pontos importantes como vendas, qualidade dos leads, quantidade de leads em cada estágio do funil, velocidade, etc. 

Com isso, é possível perceber o impacto desses e-mails no resultado final. O esperado para uma automação de vendas é: 

  • 50% mais vendas; 
  • 33% menos custo; 
  • Menos tempo gasto. 

 É importante você entender que não há um melhor que o outro. Na verdade eles funcionam muito melhor juntos, como deve ser.

Fizemos um Ebook que vai te ajudar com isso.

Pronto para automatizar seus e-mails e melhorar seus resultados? 😉  

 

Siga a Kryp nas redes sociais
, ,

E-mail marketing – 10 práticas para melhorar a captura de e-mails

Se você trabalha com inbound marketing e quer que os clientes em potencial acessem seu conteúdo, é preciso ter uma estratégia de e-mail marketing bem direcionada e estruturada. Para isso, você precisa, antes de tudo, aprender a capturar e-mails para que esses clientes em potencial se transformem em leads. Mas antes de mostrar melhor quais são essas estratégias de captação de e-mails, vamos entender melhor o que é e-mail marketing? 

E-mail marketing é todo tipo de comunicação feita via e-mail entre a empresa e o cliente potencial. O maior cuidado a ser tomado é criar e-mails que não pareçam automatizados, mesmo que sejam, para que você não vá parar na caixa de SPAM. O objetivo desses e-mails é aumentar o vínculo com o cliente e agregar informação a ele, como entregar um conteúdo novo e entender do que ele precisa, por exemplo. Lembre-se: o inbound marketing trabalha com atração e relação com o cliente, a venda se torna consequência do processo, ao contrário do outbound, que enxerga a venda como causa de todo processo.  


Através do e-mail marketing é possível usar diversas formas de comunicação de acordo com cada situação, como por exemplo: vendas, conteúdo novo, download, preenchimento de formulário, data comemorativa e etc. Os tipos de e-mail marketing mais usados são:  

  • Newsletter: nutre relacionamento de um jeito leve e próximo, abordando diversos assuntos; 
  • E-mail promocional: não divulga promoções, apenas. Ele promove uma oferta, como conteúdos gratuitos ou um produto em si; 
  • E-mail sazonal: mensagem personalizada em datas especiais, como aniversário e natal, por exemplo; 
  • E-mail de boas vindas: é enviado ao cliente assim que ele se torna lead e a principal função é fazer com que o usuário avance na jornada de compra dele; 
  • E-mail para clientes inativos: faz ofertas interessantes dentro de uma periodicidade adequada para o público em questão. A relevância do assunto aqui é fundamental, assim como uma boa segmentação; 
  • E-mail para ecommerce: fundamental para empresas que trabalham com ecommerce, pois ajuda no relacionamento e aumento da taxa de conversão. Pode ser usado, também, para enviar promoções e mostrar as novidades; 
  • Automação: interação entre empresa e lead, de maneira automatizada. Isso funciona através das ferramentas de captura de e-mails. Cada ação do cliente determina qual será o próximo e-mail que ele irá receber. Lembre-se que é automatizado, mas não robotizado. Deve agregar conteúdo, exclusividade e personalidade. 

Dito isso, é preciso compreender que, para disparar e-mail marketing é necessária uma boa base de e-mails. Uma campanha bem sucedida precisa de uma boa base de contatos – não uma base comprada, porque seu objetivo é vender para a persona ideal, não apenas agregar números à sua caixa de e-mails enviados. E como fazer uma base específica e efetiva de e-mails? Existem algumas formas criativas e gratuitas que podem te ajudar:   

1. Popups 

Pop-ups são aquelas janelas que aparecem na sua tela, ao entrar em um site, geralmente com alguma oferta ou ação para download. É uma ferramenta fundamental para captação de e-mails e conversão de leads, mas é preciso tomar cuidado para não tornar chata a experiência do usuário. Se o pop-up é muito invasivo, repetitivo ou o usuário não conseguir fecha-lo, ele vai sair do seu site. E esse não é o objetivo. Quando feito de forma correta, converte muito, principalmente se você escreve artigos muito específicos com palavras-chave direcionadas para o seu público. Isso faz com que você atraia apenas quem quer realmente ler o seu conteúdo, sendo assim é muito mais fácil de converter isso em um cadastro em sua newsletter, por exemplo. 

2. Otimização de página de confirmação de e-mails 

Essa etapa é muito importante! O primeiro benefício é a inscrição do usuário, podendo explicar a ele visualmente as etapas para realizar essa inscrição. Depois disso, é possível adicionar uma etapa que faça com que o usuário confirme imediatamente a inscrição e logo após isso explicar o benefício de se inscrever em sua newsletter, podendo até oferecer um “up-sell”, como por exemplo: 

“Muito obrigado por se cadastrar, baixe gratuitamente o ebook com as principais práticas em redes sociais”.  

Isso fará com que o usuário se sinta muito mais bonificado por se inscrever em sua newsletter e escolha fazer parte disso. 

3. Fazer o visitante se sentir constrangido caso ele não se cadastre em sua lista 

Faça com que o usuário sinta que está perdendo algo muito importante ao não se inscrever em sua lista de e-mails, como por exemplo:  

“Você vai querer continuar trabalhando 5x mais, se com as técnicas da Kryptonita você pode trabalhar muito menos e ter muito mais resultados?”.  

Parece simples, mas técnicas como essa fazem com que o usuário sinta que está perdendo algo muito valioso. Lembre-se que o objetivo é agregar conteúdo e estreitar o relacionamento. Ele precisa sentir que necessita daquilo e que será vantajoso para ele. 

4. Provas sociais 

Adicione provas sociais em suas páginas de captura, depoimentos de pessoas que realmente tiveram melhorias no trabalho delas a partir do conteúdo disponibilizado por você, por exemplo. Adicione boas provas e provas reais, nada de inventar personagens fictícios, hein? Tente conseguir depoimentos de pessoas importantes no mercado que você atua. Depoimentos falsos falam de resultados falsos, que você não conseguirá proporcionar ao novo usuário. Com isso, as chances dele se decepcionar com seu negócio são muito maiores. Seja verdadeiro para obter resultados verdadeiros.; 

5. Landing pages 

Você precisa testar cores, frases, tipografias, imagens e templates. Otimize as páginas de destino que convertem mais e invista seu tempo reforçando a identidade visual que gera mais conversão em sua página de captura. Uma simples alteração de “azul” para “vermelho” em um call to action, por exemplo, pode gerar 10% mais conversões. Por isso o teste é essencial para entender o que funciona melhor para o seu site e gera mais resultados para o que você procura. 

6. Campanhas integradas com social media 

Faça suas landing pages, artigos, ebooks, “bombarem” nas redes sociais. É lá que os clientes passam a maior parte do tempo, certo? Impulsione publicações com o destino apontado para seu conteúdo produzido e atraia mais visitantes, consequentemente, capture mais e-mails. 

7. Use palavras-chave que despertem desejo no usuário 

Palavras-chave geram ranqueamento do seu site, isso faz com que seu site se posicione melhor nas buscas do Google, de acordo com as regras de SEO (Search Engine Optimization). Palavras-chave mais genéricas geram mais tráfego, porém menos conversão, por isso foque nas mais específicas, que geram menos tráfego porém mais conversão. Isso que importa.  

8. Bônus aos novos assinantes 

Ofereça aos novos assinantes materiais gratuitos, como por exemplo:  

“Baixe agora o ebook GRATUITO sobre as principais práticas que sua empresa deve ter no Twitter”. 

Soa vantajoso para o usuário e aumenta o vínculo dele com sua empresa. 

9. Bônus extras  

Ofereça bônus aos novos assinantes, por exemplo:  

“Baixando este ebook você receberá 14 conteúdos gratuitos de Como criar um funil de vendas muito mais efetivo”. 

Continua vantajoso e ele só terá motivos positivos para continuar acessando seu site. Cada ação dele, é um e-mail capturado para uma nova ação seguinte, garantindo o fluxo efetivo da automação. 

10. Ativar o medo da perda 

Faça com que a pessoa se sinta com receio caso ela não se inscreva em sua lista. Ela precisa sentir que está perdendo o mapa do pote de ouro no final do arco-íris, caso ela não assine agora a sua lista. É preciso criar o desejo e necessidade nela, para que a assinatura seja espontânea, não imposta, proporcionando uma ótima experiência do usuário. 

Ao seguir essas dicas, suas chances de conseguir criar uma boa base de e-mails e rodar sua automação, newsletter ou qualquer outro tipo de e-mail marketing, serão muito maiores e mais efetivas!  

Pronto para começar a capturar? 😉

Siga a Kryp nas redes sociais
, ,

[COMPLETO] Como fazer e-mail marketing de maneira eficiente. Não cometa esses erros!

Uma das estratégias mais utilizadas nas empresas, desde as pequenas às grandes, é o e-mail marketing. E por ser uma estratégia é muito utilizada, é muito comum encontrarmos muitos erros. É muito comum até em empresas de grande porte nós encontrarmos erros básicos nas campanhas de e-mail marketing.

É impressionante a quantidade de e-mails que recebo e que cometem esses erros.

Como muitos dos nossos clientes solicitam que façamos e-mail marketing eficiente aqui na Kryp, preparei este artigo para ajudar você a não cometer esses erros em suas campanhas. 😉

Enviar SPAM e/ou conteúdo apenas em imagem

Ao falar sobre os erros cometidos, eu ainda não sei como classificar o que é pior, o cidadão que envia uma campanha de e-mail apenas com uma imagem (normalmente é um spam) ou aquela outra pessoa que faz conteúdo em texto, porém também só envia spam, é muito comum em e-commerces.

Captura-de-Tela-10-04-2016-as-22.44

O grande problema ao enviar apenas imagens em sua campanha de e-mail é que grande parte dos provedores de e-mail utilizam como padrão o bloqueio de imagens, tornando assim o seu envio inútil.

Exigir que o usuário que está recebendo a sua campanha de e-mail marketing dê um passo a mais para a visualização da mensagem, ou seja, clicar na autorização para exibir imagens, só vai te atrapalhar, e muito. Entenda o seguinte:

  • O usuário não sabe o mínimo do que esperar do seu e-mail, já que não há uma prévia de conteúdo em texto.
  • Muitas vezes o usuário nem imagina que ele precisa clicar na autorização para visualizar seu conteúdo.
  • O usuário não vai autorizar seu conteúdo.
  • Você não vai converter.

Preciso comentar sobre enviar spam? Você gosta de receber? Então por que raios envia?

via GIPHY

Não dar importância ao assunto do e-mail

Ninguém vai abrir seu e-mail, ponto final….next.

To brincando, calma, vou te ajudar, ta?

Saiba que o assunto do seu e-mail é um dos itens mais importantes para você gerar uma conversão, o que é mais comum de ver é o ser humano enviar uma campanha de e-mail marketing com um assunto completamente cru, que não da para ter nem noção do que se passa no conteúdo do e-mail ou nem mesmo desperta qualquer interesse do usuário.

Neil Patel costuma dizer que você deve gastar o mesmo tempo que produz seu conteúdo, produzindo o seu assunto do e-mail.

Isso faz muito sentido, sabe qual é o motivo?

Simples, hoje nós somos bombardeados de informações, você precisa se destacar entre elas. Viu só, fácil né?

Quando você gera algum interesse para o usuário, se destaca em meio ao montante de conteúdos, spam, pornografia, vídeo de gatinho, você converte, faz com que o usuário abra seu e-mail e não o do concorrente, que provavelmente também só faz spam com e-mail de imagem.

Não esqueça de prestar atenção e saber como este e-mail está chegando para o seu público. Faça o seguinte:

– Seja o mais pessoal possível, se aproxime do receptor da mensagem.

– Coloque uma assinatura (no assunto mesmo, para a pessoa saber que o e-mail veio do Roberto da Kryptonita Comunicação).

Produzir conteúdo irrelevante

Como disse no tópico anterior, ninguém quer receber propaganda, principalmente quando você não pediu a autorização dela para enviar.

Como eu consegui ter uma taxa de abertura de 19% em minha campanha?

O motivo disso é muito simples também e óbvio, eu enviei conteúdo que as pessoas queriam consumir.

Se você está inscrito na minha lista para receber minhas dicas, você provavelmente recebeu o e-mail da campanha abaixo.

dica-do-beto-mailchimp

O que eu fiz para conseguir este resultado também não foi nada muito complexo, só ter as manha.

Como diria o Gabriel Goffi “Bora pra action”…rsrsrs.

Fiz isso aqui ó:

– Peguei as três últimas campanhas que eu havia enviado para as mais de 1300 pessoas da minha lista.

– Criei uma lista personalizada com os e-mails das pessoas que ABRIRAM as campanha.

* Se você quiser segmentar ainda mais, você pode criar uma lista com as pessoas que mais clicam em seus links e colocá-las em uma outra etapa do “funil”.

– Criei a campanha, o conteúdo, assunto e tudo mais e programei para enviar no horário que a minha lista costuma abrir os e-mails 😀

O segredo de tudo isso é que a sua base de assinantes é o seu maior ativo para a sua empresa, desde que você tenha as manhas para trabalhar bem com ela. O e-mail pode ser muito mais poderoso que as mídias sociais, isso acontece porque ele é um canal de relacionamento muito mais próximo e direto, aproveite isso para construir relacionamento com o seu público – que inclusive pode vir das redes sociais. Por isso, evite a auto promoção constante, seja sempre relevante para quem está recebendo.

E se acalme, você está em constante aprendizado, não tenha medo de errar, desde que você aprenda com os erros.

Disparar uma campanha de e-mail marketing para toda sua base de contatos sem fazer nenhum tipo de segmentação

Este é sem dúvidas um dos erros mais comuns quando estamos falando de campanhas de e-mail marketing – talvez só perca para o conteúdo somente em imagem, spam e a compra de listas.

Enviar seus e-mails para toda a sua lista é mais comum e errado do que você possa imaginar.

Entenda que seus leads não possuem interesse pelo mesmo conteúdo e nem sempre estão no mesmo momento de compra.

Você pode até conseguir um bom desempenho enviando uma campanha genérica para toda a sua lista, mas o ideal mesmo é você enviar uma campanha de e-mail mais segmentada mesmo, obviamente para aqueles leads que já demonstraram algum interesse no por um tipo de assunto.

Por exemplo, você envia uma campanha que fala sobre dicas de e-mail marketing, se tiver uma boa taxa de abertura e cliques nos links, significa que seus leads querem receber  este tipo de conteúdo, com isso você pode fazer o seguinte:

– Baixar a lista somente com os leads que abriram a sua campanha sobre e-mail marketing.

– Criar uma nova lista com essas pessoas que abriram a sua campanha e segmentá-la pelo assunto “E-mail marketing”.

Com isso você sabe que aquelas pessoas se interessam pelo assunto e você pode enviar mais conteúdo focado em e-mail marketing para elas.

Eficiência é você enviar a campanha certa, para o público certo, no horário certo e no momento certo.

Vamos começar pelo básico, o que você precisa fazer para começar a sua estratégia de e-mail marketing?

 

As etapas são estas abaixo ↓↓↓

Tenha um endereço de e-mail com o nome da sua empresa

A primeira coisa que você precisa fazer é ter um endereço de e-mail com o nome da sua empresa, nada de joao@bol.com.

Quando você compra um domínio, por exemplo kryp.com.br,  você precisa assinar um plano de hospedagem para que seu site fique no ar. No painel de controle da sua hospedagem, você consegue ter acesso às suas contas de e-mail e por lá gerenciá-las.

Por lá você deve criar suas contas de e-mail personalizadas, por exemplo gary@kryp.com.br.

Peça ao administrador do seu site para fazer as alterações para você.

Você tendo um e-mail personalizado, passa muito mais credibilidade para quem está recebendo a sua mensagem, além de ficar algo mais pessoal também.

Dê preferência por nomes ao invés de cargos, isso torna seu relacionamento muitos mais pessoal.

Como montar a minha infraestrutura de e-mail marketing?

Calma, você não vai precisar de uma sala com os datacenters tipo essa da imagem abaixo para fazer funcionar a sua estratégia de e-mail marketing.

A infraestrutura engloba o seu sistema de captura, envio, estratégias, acompanhamento, métricas.

Primeiro você deve montar a sua “infra-estrutura”, escolha qual será o seu sistema de envio de e-mails, autoresponder, etc.

Indico e gosto bastante do Active Campaign, por ser bem completo e com um preço bem acessível.

Em seu site, crie o seu campo de captura de e-mails, você pode conferir um artigo que escrevi sobre as 10 melhores práticas para melhorar a sua captura de e-mails

Passo 2 – Criar a sua lista de e-mails

Você deve criar uma lista de e-mail para cada público que você possui. Pense assim, você precisa segmentar as suas listas por um simples motivo, imagine que você possua um site de dietas, eu me cadastro para receber suas receitas, porém eu sou vegetariano (eu sou mesmo) e você começa a me enviar receitas de 7 maneiras para temperar a sua carne para o churrasco ou então Como cortar o filé mignon para ficar bem molinho. Acho que a sua taxa de abertura não seria boa para os vegetarianos, né?

Portanto, é muito simples, colete as informações dos seus leads e qualifique-os em suas devidas listas, com o Active Campaign você consegue fazer isso muito bem.

Se você quiser, pode usar algo mais avançado, o Lead Lovers é uma ferramenta que da conta de criar landing pages, enviar suas campanhas de e-mail, administrar suas listas e por um preço bem bacana também.

Se quiser e puder dar um passo além, recomendo fortemente utilizar o RD Station, da Resultados Digitais, por lá eles dão treinamento, possuem um suporte excelente, porém, os valores são à partir de R$269, porém você precisa também passar por um processo de consultoria, tendo que desembolsar mais 1200 reais. (Recomendo muito a RD, gosto realmente do trabalho deles, o preço certamente vale a pena).

Passo 3 – Por que eu preciso de uma ferramenta de e-mail marketing?

Dependendo da sua necessidade e do seu processo criado (e do seu budget), você precisa de muito mais do que um software de e-mail marketing, mas sim uma ferramenta completa para gerenciar seus leads.

Novamente, você que decidirá qual é o melhor custo benefício.

No tópico anterior citei a RD e o Lead Lovers, porém, quem precisa decidir isso é você. Posso falar que o Lead Lovers atende muito bem as minhas necessidades, porém a RD pode me oferecer muito mais benefícios e ser muito mais completa como ferramenta.

Ou simplesmente a versão de 49$ do Active Campaign já pode me satisfazer muito bem também. Avalie quais são os prós e contras de cada ferramenta, entre em contato com os fornecedores e veja o que eles podem te proporcionar para melhorar a sua experiência e atender a sua necessidade.

Passo 4 – Como posso criar conteúdo de qualidade para as minhas campanhas de e-mail marketing?

Certamente você vai precisar criar conteúdo de qualidade relevante para o seu Lead, como disse lá em cima, não adianta você pedir para seu designer criar uma imagem “top” e disparar essa imagem como sua campanha de e-mail, para a sua lista comprada, oferecendo seu produto ou serviço, sem pensar no assunto da campanha.

Saiba que se você fizer isso que eu acabei de dizer, sua campanha vai falhar e você está jogando seu dinheiro no ralo.

Entenda que os softwares de e-mail marketing te cobram por envio, se você está torrando seus envios com pessoas que não querem receber seu e-mail, numa lista completamente desqualificada, você está simplesmente jogando seu dinheiro fora. Sim, por mais que sua lista comprada tenha 30 mil e-mails e pela força divina 2% dos e-mails abram seu conteúdo.

Você precisa entender qual o momento do seu lead e criar o conteúdo ideal para ele.

Crie formulários específicos e conteúdo específico também.

Seguindo o exemplo que demos antes, imagine que você possui um restaurante e possui um blog sobre alimentação para promover conteúdo de qualidade e assim fazer marketing de conteúdo para alavancar as vendas do seu restaurante.

Seu restaurante é modernoso, serve salada bacana, então eu posso ir nele, porque apesar de eu ser vegetariano, a minha família não é, portanto, se você possui uma bancada boa de saladas, eu posso muito bem me sentir muito satisfeito com seu restaurante.

Sabendo que você tem esses dois públicos, crie conteúdos específicos para os “carnívoros” e os “herbívoros”…rsrsrs… por exemplo:

Os benefícios da proteína de soja em uma alimentação vegetariana

Agora para os “carnívoros”.

Os 5 melhores cortes de carne para o nosso corpo absorver mais colágeno

Com esses dois tipos conteúdo em seu blog, você pode inserir uma box de captura de e-mail em cada um dos posts e diferenciar nas listas.

Você cria uma lista para os herbívoros e uma para os carnívoros.

Quando o usuário ler o seu post sobre carnes, se inscrever na box de e-mail do post sobre carnes, você saberá que esse usuário é um “carnívoro”. O mesmo vale para os herbívoros.

Pronto, agora você sabe um dos hacks de como você pode segmentar a sua lista sem gastar nada.

Feito isso, agora você passará a enviar os conteúdos de qualidade separadamente para a sua lista, atingindo quem você realmente quer atingir.

Ta, mas como fazer uma campanha de e-mail marketing boa?

Não existe uma receita, mas existem boas práticas.

Conteúdo exclusivo

Além de fazer conteúdo segmentado para a sua lista, você pode (deve) fazer conteúdo exclusivo também.

Sim, exclusivo mesmo, que só quem assina a sua lista vai receber.

Inclusive, aproveite que você está lendo este artigo, dê uma pausinha de alguns minutinhos e se inscreva aqui para receber meus conteúdos, há coisas que você só vai saber através dos meus e-mails 😉

 

Eu por exemplo, costumo mandar muitas dicas que não publico aqui no blog, são dicas muitas vezes mais curtas, algo que vi durante a semana e quero compartilhar com vocês, – a é, mas só se você estiver inscrito …rsrsrs…- costuma rolar bastante dica sobre produtividade, blogs que acessei e indico, pessoas para seguir, cursos que fiz e recomendo.

Você pode inclusive disponibilizar e-books apenas para quem assina a sua newsletter, vídeos exclusivos, há muitos conteúdos que você pode oferecer em troca do cadastro que você está buscando.

Seja Mobile friendly

Seu e-mail precisa abrir em TODOS os dispositivos, estamos em 2016 e os smartphones em muitos usos já ultrapassaram o computador e já são a primeira tela.

Segundo a Notthingham Trent, as pessoas verificam seus celulares em média 85 vezes ao dia, muitas dessas pausas são para verificar a SUA campanha de e-mail, portanto ela precisa ser a melhor campanha e o usuário precisa conseguir abri-la.

Ofereça recompensas

Faça um excelente conteúdo para seu lead e no final ofereça uma recompensa a ele, seu lead vai gostar de ter lido seu conteúdo e vai se sentir valorizado.

A recompensa pode ser um ebook, uma assinatura da Netflix por 3 meses por sua conta (esse hack do Netflix, faça isso com os leads que já compraram com você),  ou então ofereça 1 mês do seu serviço gratuitamente.

Use sua criatividade mas tome cuidado também, lembre-se sempre da segmentação, não vá bonificar seus leads com 15 músicas do Luan Santana sendo que seu público só ouve Heavy Metal.

Use e abuse dos Links

Sim, sempre que você precisar se referir a algo, faça uma lincagem externa, de preferência para o seu conteúdo.

Isso faz com que o seu lead entenda melhor o que você está se referindo, por possuir um conteúdo que vá esclarecer a dúvida que ele possui, caso a possua e também fará com que gere visitas para o seu blog, caso você faça referência ao seu próprio conteúdo.

Por exemplo, eu disse anteriormente que já fiz um conteúdo com 10 dicas para você conseguir aumentar a captação de leads. Repare que o conteúdo está com uma cor diferente e está clicável, se você clicar em cima da frase, será redirecionado para o conteúdo que eu escrevi antes.

Cuidado, eu disse para abusar, mas pense na experiência do usuário que está lendo, você só deve fazer isso se for relevante para quem está lendo.

Frequência

A frequência na qual você se comunica com o seus leads é algo muito importante e eu vou explicar o porquê.

Há alguns fatos que implicam a entregabilidade dos seus e-mails e a  forma com que eles chegam para seus leads. Não sei se você já reparou, mas cada provedor seleciona os e-mails da “melhor” forma para o usuário.

O Gmail, por exemplo, possui abas como a principal, promoções, redes sociais, spam e as personalizadas.

Isso implica muito na forma em que você pensa e projeta a sua campanha de e-mail marketing.

Quanto mais aberturas o mesmo usuário fizer, mais o provedor interpreta que a sua campanha é relevante para ele, portanto os seus e-mails passam a ser direcionados a aba principal, e isso faz com que suas entregas não cheguem na caixa de spam.

Serviços que prometem entregabilidade sem que seus e-mails cheguem por spam na caixa do usuário são completamente balela, não caia nessa, suas campanhas só dependem única e exclusivamente de você.

Obviamente os softwares ajudam, quanto mais completos eles forem, maiores as chances das suas campanhas terem uma taxa de entrega maior.

Isso acontece pelo seguinte fato, as ferramentas normalmente possuem um “analisador” de spam, onde vão escanear a sua campanha e fazerem uma avaliação para ver se passam no filtro de spam ou não. Certamente isso é muito relativo, suas campanhas podem passar 99% no filtro de spam e ainda assim chegar na caixa de spam para uma boa parte dos seus leads.

Isso acontece porque você pode ter seguido muitas das boas, mas mesmo assim a sua campanha não ser relevante para a sua lista, ou os usuários já não possuem uma boa taxa de abertura, ou então a sua lista não é boa (comprada e tal), há muitas variáveis.

Imagens

Acho que já falei sobre imagens o suficiente, né?

No way 😀

Mesmo assim eu sei que vocês vão cometer alguns erros, normal, tá? Eu também cometo, mas a gente aprende e vai melhorando 😉

Sobre usar imagens, a dica é: Não use imagens 🙂

Tá, não precisa ser tão radical assim, você pode se aventurar, mas entenda que se sua campanha possui mais de 100 kilobytes, há grandes chances dela possuir um desempenho menor, ou seja, uma taxa de entrega menor. Adivinhe, imagens deixam os e-mails mais pesados, portanto, não vá colocar aquela imagem da sua Canon 7D de 15mb em alta resolução, sinto em lhe dizer, mas, seu e-mail lindo, maravilhoso, com a foto do pôr do sol em Paris, não vai chegar ao seu lead.

Dê preferência para as imagens de boa qualidade, mas que estejam em 72dpi e no máximo com 50kb, para você ter os outros 50kb para escrever seu e-mail.

Não esqueça de colocar as alt tags na sua imagem, isso faz com que caso ela não apareça, ao menos o texto dela apareça e assim você consegue explicar o que é aquela imagem em forma de texto.

Há casos e casos, viu? Há campanhas que possuem mais de 100kb e chegam para o usuário (a maioria), mas o ideal é que você consiga fazer com que seus e-mails sejam leves e fáceis de serem enviados.

É uma questão de tráfego de dados e servidores, é óbvio que os servidores vão dar preferência para os e-mails mais leves do que para os mais pesados, transferência custa dinheiro e no final é você que paga.

Suas campanhas precisam abrir em qualquer dispositivo e em qualquer velocidade.

Se v0cê ainda acha que ter uma boa estratégia de e-mail marketing é furada, vou tentar te convencer aqui com mais X motivos para você conseguir conquistar seus clientes através do e-mail marketing.

A conversão de compras através de boas estratégias de e-mail marketing são de 40 vezes mais do que por redes sociais, segundo a McKinsey&Company (EUA – 2013).

1 – Os consumidores se mostraram que estão 3 vezes mais dispostos a comprar por conta de um e-mail marketing do que por outros canais.

2 – 91% dos consumidores consultam os e-mails diariamente. (Dados da mesma pesquisa McKinsey&Company (EUA – 2013) tanto para 1 quanto para a 2)

3 – A Serasa Experian realizou uma pesquisa e constatou que o e-mail marketing é o canal que apresentou melhor taxa de conversão em vendas entre os canais digitais.

4 – O e-mail marketing representa 9,39% do tráfego total.

5 – Corresponde a 14,14% das conversões de compra.

6 – 45% das empresas consideraram que aumentaram as vendas por conta do e-mail marketing

7 – 65% acreditam que o e-mail marketing gera ROI (Retorno Sobre o Investimento).

8 – 90% das empresas afirmam que fazem e-mail marketing.

9 – Gerenciar o seu funil de vendas talvez seja o “pulo do gato” para ter sucesso no fechamento das suas vendas.

10 –  Segmentar bem as suas campanhas faz com que você atinja exatamente quem você precisa atingir.

11 – Se você possui uma lista com double opt-in (confirmação de cadastro), significa que a pessoa te deu permissão para receber seu conteúdo, portanto isso quer dizer que ela possui interesse em receber o que você publica, isso faz com que as chances que ela feche um negócio contigo aumentem muito mais.

Você gostou das dicas? Comente o que achou e me diga se foi útil para você.

Não esqueça de compartilhar o post para que mais pessoas aprendam a fazer e-mail marketing e pararem de encher a sua caixa com spam inútil 😀

Siga a Kryp nas redes sociais
, ,

10 melhores práticas para melhorar sua captura de e-mails

Se você faz produção de conteúdo, você precisa aprender a captar e-mails e ter uma newsletter.

Produção de conteúdo te ajuda em diversos fatores, você melhora o relacionamento com o cliente e principalmente faz uma nutrição de leads, poupando o tempo do seu departamento comercial com dúvidas que podem ser esclarecidas com uma boa produção de conteúdo.

Você criará uma boa base de e-mails para disparos de e-mail marketing, mas entenda que e-mail marketing não é simplesmente sair efetuando disparos e oferecendo seu produto, esses disparos são feitos para divulgar seu conteúdo produzido. Uma campanha bem sucedida precisa de uma boa base de contatos, e não me venha com uma base de contatos comprada, isso só te complicará.

Como você pode conseguir construir sua lista de contatos de uma forma eficiente?

Pop ups

Você deve ter reparado em alguns blogs, aqui mesmo nós temos alguns pop ups, pode parecer chato para a experiência do usuário, porém saiba que essa prática converte muito, principalmente se você escreve artigos muito específicos com palavras-chave bem específicas para o seu público, isso faz com que você atraia apenas quem quer realmente ler o seu conteúdo, sendo assim é muito mais fácil de converter isso em um cadastro em sua newsletter.

Otimização de página de confirmação de e-mails

Esta etapa é muito importante, a primeiro momento você pode retirar o benefício do usuário se inscrever e explicar a ele visualmente as etapas para realizar a inscrição, após isso adicione uma etapa que faça com que o usuário confirme imediatamente a inscrição e logo após isso você explica o benefício de se inscrever em sua newsletter, podendo até oferecer um “up-sell”, como “muito obrigado por se cadastrar, baixe gratuitamente o ebook com as principais práticas em redes sociais”, isso fará com que o usuário se sinta muito mais bonificado por se inscrever em sua newsletter.

Fazer o visitante se sentir constrangido caso ele não se cadastre em sua lista

Faça com que o usuário sinta que está perdendo algo muito importante ao não se inscrever em sua lista de e-mails, coisas do tipo “você vai querer continuar trabalhando 5x mais, se com as técnicas da Click Social Media você pode trabalhar muito menos e ter muito mais resultados?”. Parece simples, mas técnicas como essa faz com que o usuário sinta que está perdendo algo muito valioso.

Provas sociais

Adicione provas sociais em suas páginas de captura, depoimentos de pessoas que realmente tiveram melhoras no trabalho delas a partir do conteúdo disponibilizado por você, mas aqui muita gente se perde, adicione boas provas e provas reais, nada de inventar personagens fictícios, tente conseguir depoimentos de pessoas importantes no mercado que você atua.

Landing pages

Você precisa testar cores, frases, tipograficas, imagens. Otimize as páginas de destino que convertem mais e “perca” seu tempo reforçando a identidade visual que gera mais conversão em sua página de captura. Uma simples alteração de “azul” para “vermelho” em um CTA pode gerar 10% mais conversões, ou o inverso, você precisa testar o que funciona melhor para o seu site.

Campanhas integradas com social media

Faça suas landing pages, artigos, ebooks, bombarem nas redes sociais, impulsione publicações com o destino apontando para seu conteúdo produzido.

Use palavras-chave que gerem desejo em quem vê seu website

Palavras-chave geram ranqueamento do seu site, isso faz com que seu site se posicione melhor nas buscas do Google. Palavras-chave mais genéricas geram + tráfego, porém menos conversão, já as palavras-chave menos genéricas e mais específicas, geram menos tráfego porém mais conversão. Por exemplo, “Agência de redes sociais” faz com que todo público que procura por essa palavra chave e caia em seu conteúdo não necessariamente esteja procurando aquilo que você produziu. Já se você escolher a palavra-chave “Agência de redes sociais em Campinas“, usuários muito mais qualificados encontram seu conteúdo, você acaba conhecendo muito mais a persona que visita seu site, sabe que ela procura uma Agência de Redes Sociais, e que está procurando em Campinas. Porém, lembre-se de dar destaque às palavras-chave, palavras como “gratuito”, “exclusivo”, “segredo”, geram muito mais interesse nos usuários.

Bônus aos novos assinantes

Ofereça aos novos assinantes materiais gratuitos, como “conheça nosso ebook GRATUITO sobre as principais práticas que sua empresa deve ter no Twitter”

Bônus extras 

Ofereça bônus aos novos assinantes, por exemplo “baixando este ebook você receberá 14 conteúdos gratuitos de Como criar um funil de vendas muito mais efetivo”.

Ativar o medo de perda

Faça com que a pessoa se sinta com receio caso ela não se inscreva em sua lista, ela precisa sentir que está perdendo o mapa do pote de ouro no final do arco-íris caso ela não assine agora a sua lista.

 

Gostou das dicas? Você tem alguma dica para nos dar? Comente abaixo e conte-nos a sua experiência também!

Siga a Kryp nas redes sociais