Kryptonita Maria, Autor em Agência Kryptonita

Kryptonita Maria

Este é um conteúdo do projeto Café com Kryp

Principais tópicos que você vai aprender no texto:

Os blog posts que produzimos, postamos e divulgamos são de fundamental importância para o andamento e evolução do seu projeto de Inbound Marketing.

São eles a base de tudo já que o PROPÓSITO de um projeto de Inbound (chamado também de marketing de atração) é ATRAIR os potenciais clientes através de CONTEÚDO que ensina, ajuda e educa.

Portanto, sem conteúdo estratégico, nada acontece (ou acontece muito menos hehe) ;(

Bom, eu preciso muito que você dê MUITA ATENÇÃO em cada tópico que criei para entender de fato a importância e mais do que isso, o quanto o desalinhamento nessa hora pode prejudicar o projeto, como um todo.
Estou falando de relação direta com os RESULTADOS. Ok?

Vamos lá?

#1

Conhecendo o processo

Você não sabe o quanto eu caminheeeei pra chegar até aqui…. rsrsrs

Para começar, é fundamental que você entenda detalhadamente como funciona o processo estratégico de criação e sugestão dos conteúdos para poder olhar tudo de uma maneira diferente. Quando a sugestão de pauta chega pra você aprovar, muita coisa já aconteceu.

1. Pesquisa

Bom, tudo começa com uma pesquisa geral (nós usamos ferramentas poderosas para fazer isso) que busca e aponta indicadores de: assuntos mais procurados pelas pessoas nos mecanismos de busca, palavras possíveis e indicadores de aderência de conteúdo do SEU mercado com os conteúdos divulgados. 

2. Palavras-chave 

Depois, listamos as principais palavras-chave relacionadas ao seu negócio que estão sendo procuradas, anunciadas e mais do que isso, faladas em toda a internet.

Aqui também, nós entendemos de quais palavras-chave o seu site está precisando para ranquear melhor nos mecanismos de busca e quais os seus concorrentes estão usando para tirar possíveis clicks de você. Percebe como isso é sério e impacta diretamente nos nossos resultados? 

3. Envio pra você, o cliente (precisamos de aprovação rápida) <3

Depois de pesquisar e criar os possíveis temas  e títulos, nós enviamos a você de forma simplificada porque queremos ganhar tempo nessa etapa.
Nós precisamos da sua opinião, claro. Porém, a ideia aqui é que possamos tomar decisões estratégicas que vão agregar para o projeto e não ‘mudar por mudar’, usando achismos sem fundamento.

Importante: quanto mais rápido isso acontecer, melhor para o SEU projeto. 

4. Estratégia e produção

Com temas e sugestões de pautas aprovadas podemos seguir! Nesse momento, alocamos os futuros conteúdos na estratégia toda, criamos os prazos de produção e direcionamentos importantes para tudo sair como o esperado.

Aqui, nos comprometemos muito com a escrita e a experiência do usuário. 

5. Sua aprovação final (do conteúdo pronto)

Ufa, nós te devolvemos o conteúdo e esperamos que você revise (principalmente os aspectos técnicos), ajuste e opine, antes de aprovar. É claro que você, que conhece mais o seu mercado do que qualquer pessoa, é a melhor pessoa para nos ajudar com isso. Certo? 

Mas, todas as solicitações de mudanças devem ser pontuadas para nós, antes mesmo de serem de fato, feitas. Isso porque mexer nas palavras-chave e estrutura do texto pode colocar tudo por água abaixo 🙁

Lembra que ele foi arquitetado pensando na estratégia, né?

Aqui, gostaria de te pedir muito cuidado e confiança. Nós sabemos o que estamos fazendo e você pode ter certeza, temos a estratégia como prioridade. 

6. Publicação do blog post

Pronto! Agora é hora que nós subimos com todo carinho, respeito e amor, o texto no seu blog. Fazemos a postagem priorizando sempre uma questão: A EXPERIÊNCIA DO USUÁRIO.

Não é só postar! Pensamos em como ele vai ler, se a navegação vai ser boa, se os links externos e internos estão bem instalados e se os pop-ups e call to actions vão melhorar ou piorar toda a jornada.

E é assim que temos o conteúdo pronto para começar a divulgar e deixar a estrategia acontecer. 

#2

Conteúdos não são para vender nada!

pelamordedeus, isso é muito sério

O principal conceito que eu quero que você entenda aqui é: a lógica do Inbound Marketing é produzir conteúdo para AJUDAR E EDUCAR os possíveis clientes e POR CONSEQUÊNCIA, vender para eles.
Na maioria das vezes, os blog posts não devem vender nada, nem ter um discurso comercial. Eles existem para ensinar e principalmente, ajudar o seu cliente a resolver os principais problemas dele. Só assim é que você será uma referência fiel para esse cara.

Nesse contexto, não devemos e nem podemos SÓ construir conteúdos que tenham ligação direta e/ou falem dos seus serviços e produtos!
Temos um mundo de relações e universos em comum para atrair o seu cliente. Só falar de você, do que faz e do que vende, cansa qualquer audiência. 

Vou te dar um exemplo para clarear, ok? 

Sabe a Resultados Digitais? Dona do RD Station, a ferramenta de automação de marketing que usamos no seu projeto… Pois então, como você deve saber, a RD é uma referência de peso quando o assunto é marketing digital.

A empresa tem dois focos principais de clientes:

As agências (euzinha): que ajudam os caras a venderem mais e melhor a ferramenta (já que são as responsáveis em implementar, gerenciar e fazer a estrategia acontecer) 

Os usuários diretos: empresas menores e/ou projetos que decidem contratar a ferramenta sem nenhuma agência para guiar a estratégia (esse cenário é pior pra eles porque a taxa de churn – taxa referente aos clientes que cancelam – é muito maior. E o que eles mais querem é que todos tenham sucesso e nunca cancelem a ferramenta, né?). 

Nos dois casos eles estão interessados em vender  (e reter) mais a ferramenta de automação. 

Beleza, agora que você já sabe mais sobre os dois públicos da RD. Ok.
Agora quero te mostrar e citar dois conteúdos que eles produziram:

  • “Dashboard de gestão financeiras” 
  • “Gerenciamento de tarefas para melhores resultados no marketing digital”

Reparou nesses temas? Financeiro e gestão do tempo…

E agora eu te pergunto: o que isso tem a ver diretamente com a ferramenta que eles vendem?

Nada! Mas são totalmente úteis e funcionais para ajudar a resolver duas dores latentes do público deles (a dificuldade de organizar finanças e gerenciar tarefas e tempo em projetos de marketing digital) .

Percebe como NINGUÉM VENDEU NADA, só ajudou (e muito)?

Portanto, se você estiver duvidando de mim, acredite na maior referência mundial: a Resultados Digitais hehe. 

LEMBRE-SE: o momento de vender existe e mais do que isso, existes mateirias específicos para isso.

#3

Como fica a sazonalidade?

As pessoas estão aprendendo e buscando aprendizado o tempo todo.

“Não vamos produzir esse blog post agora porque a época de tal coisa acontecer não é agora, só vamos lançar no mês certo”.
Meu amor eterno, os conteúdos devem ficar no ar porque recebem buscas em todas as épocas. 

É claro que, em sazonalidades específicas, o determinado conteúdo com o assunto ligado a ela, provavelmente será mais procurado e buscado.
Mas, não é porque isso não está acontecendo naquele momento que nós temos que tirar o conteúdo do ar ou deixar de fazer. 

O google quer conteúdo!!!! Sim, as pessoas buscam respostas e aprendizado durante todo o ano. Os mecanismos de busca são a maior referência para isso e nós temos que estar lá!

#4

Estratégia de SEO

Nós pensamos nisso o (quase) tempo todo!

Nada é por acaso. Você já deve ter percebido isso, né?
Pois bem, com o objetivo de aumentar as buscas orgânicas do seu site, aumentar a relevância dele e consequentemente, fazê-lo ser mais procurado pelos usuários, tudo que foi citado até agora serve para garantir que a estratégia de SEO ocorra bem!

Constantemente, nós otimizamos o seu site, analisamos os resultados de buscas por páginas, entendemos os apontamentos do Google para que, aos poucos, a gente consiga indexar cada vez mais palavras-chave nas primeiras buscas!

Qualquer quebra nesse processo influencia diretamente nessa estratégia. 

#5

A jornada de compra

Os conteúdos são pensados de acordo com a etapa da jornada que cada cliente está.

Você já está familiarizado com a jornada de compra do cliente dentro do projeto de inbound, certo?
Mas, para deixar todos na mesma página, vou explicar e retomar esse conceito brevemente por aqui.

ARTE DA JORNADA DE COMPRA AS ETAPAS > Aprendizado e descoberta, reconhecimento do problema, consideração da solução e decisão de compra.

Bom, pra gente entender e saber se um lead está mais avançado ou menos avançado na jornada de compra, nós criamos conteúdos para CADA etapa. Lembrando que as etapas são:

  • Aprendizado e Descoberta
  • Reconhecimento do problema
  • Consideração da solução 
  • Decisão de compra 

Portanto, se um lead consome e/ou converte em um conteúdo da etapa de consideração da solução, ele nos indica que já está mais pronto para uma possível abordagem comercial (em breve). 

Por outro lado, se outro lead ainda está no começo da jornada, consumindo conteúdos mais gerais e simples sobre o meu tema (Aprendizado e Descoberta), ele me indica que ainda precisa caminhar um pouco mais para ficar “pronto” ou “quente”. Até aqui está fácil, ok.

Diante disso, nós sugerimos as pautas garantindo pelo menos um conteúdo por etapa da jornada, sempre. Para que, quando formos montar uma automação para esses leads, possamos ter conteúdo suficiente para ele consumir e nos indicar sua etapa da jornada.

É claro que, se no momento atual, nós estivermos precisando de mais visitantes e geração no topo do funil, vamos sugerir mais conteúdos de topo, das primeiras etapas da jornada. E assim por diante.

A mensagem principal aqui é: nós precisamos usar isso na estratégia! Produzir conteúdo só por produzir, não dá em (quase) nada.

UFA, acho que passamos pelos principais pontos sobre esse assunto! =)
Muito obrigada por estar comigo até aqui e se empenhar em fazer a nossa parceria funcionar.

Eu trabalho todos os dias por você e para você. Lembre-se sempre disso <3 

Até a próxima, meu amor!

30 de março de 2020

Por que o tema das sugestões de pautas são tão importantes para o resultado do seu projeto?

Este é um conteúdo do projeto Café com Kryp Principais tópicos que você vai aprender no texto: 1. Conhecendo o processo 2. Conteúdos não são para […]
28 de fevereiro de 2020

O fracasso de um projeto de Inbound Marketing

Este é um conteúdo do projeto Café com Kryp Quando um cliente entra, essa é, de fato, a maior insegurança. Certo? Portanto, nada mais justo do […]